Amálgama

O amálgama dental é um material odontológico para restauração direta, que está no mercado mundial há mais de um século. Apesar do apelo estético atual que faz das resinas compostas o material preferido pelos pacientes, o amálgama dental é ainda muito utilizado no Brasil e no mundo.

O amálgama dental é um material metaloplástico. A sua mistura adequada contém 65% de prata, 29% de estanho, 6% de cobre e 2% de zinco.

Amálgama Dental - Dentística

Classificação do Amálgama Dental quanto ao tamanho de suas partículas:

  • Partículas regulares
  • Partículas finas
  • Partículas microfinas

Quanto maiores as partículas, mais rápida é a reação de cristalização.

Classificação das Ligas de Amálgama:

  • Convencionais ou de baixo teor de cobre
  • Ligas com alto teor de cobre

Existem vários elementos químicos presente em uma cápsula de amálgama e todos tem uma finalidade importante e específica:

  • Prata: Aumenta a resistência mecânica, diminui a oxidação, aumenta a expansão de presa e diminui o escoamento.
  • Estanho: Reduz a resistência e dureza, diminui a expansão, aumenta o tempo de presa e aumenta o escoamento.
  • Cobre: Substitui parcialmente a prata, aumenta a expansão, aumenta a dureza e resistência e diminui o escoamento.
  • Zinco: Agente oxidante durante a fusão dos elementos. Pode causar expansão tardia.

Reação da Liga com o Mercúrio:

A reação ocorre inicialmente como nas ligas convencionais. O estanho difunde-se para a superfície da partícula do composto prata-cobre e reage com o cobre, eliminando a fase gama-2 (desde que o cobre esteja acima de 12% em sua formulação), formando uma fase mais resistente. O cobre não reage com o mercúrio. O cobre livre dá escurecimento à restauração.

Indicações para uma restauração com Amálgama Dental

A principal indicação para restaurações com amálgama dental são em dentes posteriores, cavidades classe I e II.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. rackel de azevedo pio disse:

    O dentista achou aconselhavel colocar uma obturaçao pequena em dente posterior em almagama e fiquei preocupado pelo uso do mercurio que tenho ciencia existir nela. Peço risco aque fuiexppsta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *