O que é Dentina?

A dentina é um material heterogêneo composto por 30% de colágeno, 45% de hidroxiapatita e 25% de água em volume. O colágeno na forma de fibras funciona como uma matriz que engloba os cristais de hidróxiapatita.

Dentina

Morfologicamente a dentina caracteriza-se por numerosos túbulos e canalículos que a atravessam em toda sua espessura, característica esta que lhe confere permeabilidade e elasticidade, propriedades importantes para suportar o esmalte friável, durante as suas funções. Os túbulos dentinários percorrem a dentina desde a polpa até a junção com o esmalte, com numerosas ramificações ao longo de sua extensão, chamados de canalículos dentinários.

Imagem de MEV dos Túbulos Dentinários

A dentina varia bastante de uma pessoa para outra, e num mesmo paciente em função da região, da profundidade e de ser ou não esclerosada. As paredes dos túbulos são constituídas por uma dentina mais mineralizada, praticamente sem fibras colágenas e denominada “Dentina Peritubular”. O restante da dentina é chamada “intertubular”, menos  mineralizada e rica em fibras colágenas.

O diâmetro dos túbulos dentinários é maior próximo à polpa e as proporções de dentina peri e intertubular variam dependendo da profundidade da dentina. Em função destas duas variáveis, a área ocupada pelos túbulos no limite amelodentinário é de 1% e próximo à polpa é de 22%.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *