Dúvida cruel: Tratar o canal ou arrancar o dente?

tratar ou arrancar

Dúvida cruel de muitos pacientes: Tratar o canal ou Arrancar o dente?

Uma das perguntas mais frequentes entre os mais de 3 mil questionamentos que este blog já recebeu é a de que se a pessoa deve fazer um tratamento de canal ou arrancar o dente.

Mesmo em 2015 com diversos avanços na área da endodontia (tratamento de canal) muitas pessoas associam erroneamente o procedimento de tratar o canal com medo, dor, sofrimento, horas perdidas, intermináveis sessões e o pior de tudo: o dente fica fraco e quebra jogando no lixo todo o dinheiro que foi gasto nesse “maldito” tratamento.

Quando o dente em questão é um molar logo ouvimos: “Esse dente está incomodando demais. Arranco ele e o de trás ocupa o espaço”. Tenho certeza que qualquer colega dentista já ouviu esse discurso de um paciente.

É hora de você paciente mudar seus conceitos.

O tratamento de canal há um bom tempo deixou de ser um bicho de sete cabeças. Hoje em dia técnicas automatizadas, instrumentais modernos e medicações mais efetivas reduzem em muitos casos um tratamento a apenas 1 sessão e o melhor de tudo: sem dor.

“Tratamento de Canal é muito mais caro que arrancar um dente”

É lógico que um tratamento de canal feito por um especialista não é considerado um tratamento barato mas saiba que não existe nada mais valioso do que salvar e manter um dente em boca. A perda de um dente ocasiona uma série de problemas para a oclusão e gera um efeito em cadeia negativo para a saúde. Ou seja, realizar esse tipo de trabalho é um investimento que você faz para a sua saúde.

Se você se considera uma pessoa sem muitos recursos financeiros existem diversas formas de conseguir realizar este procedimento de forma gratuita ou com uma redução considerável nos custos com qualidade.

Procure uma unidade de saúde de seu município e o dentista poderá encaminhar o seu caso para um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) em sua região. Faculdades de Odontologia e Cursos de Especialização em Endodontia frequentemente estão em busca de pacientes.

Para finalizar, uma dica que deixo a você é a de que nunca deixe de visitar seu dentista a cada 6 meses. Uma avaliação semestral pode fazer com que um possível tratamento de canal ou um dente “arrancado” seja evitado.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. ANA LUCIA SILVA disse:

    EXTRAIR O MEU DENTE AINDA DOE…..JA TOMEI TODOS REMEDIOS POR EXEMPLO DICLOFENADO POSSSIO…DIPIRONA…ANALGESICO….FALTA SÓ TOMAR AMOXILINA;….AINDA DOE MUITO

  2. Garbia disse:

    E normal a gengiva ficar dolorida depois de ser anestesiada?

  3. Frank Botega disse:

    Sim, em alguns tipos de anestesia isso pode ocorrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *