iPAD e a Odontologia

Com o lançamento do iPAD em janeiro desse ano, a Apple me fez imaginar as possíveis utilidades do aparelho na odontologia. Confesso que tive momentos de empolgação com as imagens e vídeos do potencial do brinquedinho e momentos de grande dúvida (seria o iPAD um iPhone grandão??). Formar uma opinião concreta somente após utilizar o iPAD.

Se o iPAD já é usado até para auxiliar uma cirurgia médica no Japão, claro que pode ser utilizado pelos dentistas no consultório.

O Netdentista fez um post sobre o doutor Mark Burhenne que enumerou algumas utilidades do iPAD na odontologia.

Concordei com grande parte das idéias. Principalmente na questão das radiografias digitais e de um prontuário universal do paciente, acessado online.

E os livros de odontologia?

Os livros de odontologia em papel geralmente são ricos em fotos e em grande quantidade de informação. E são bem pesados.

A tela de 9,7 polegadas e resolução de 1024 x 768 pixels nos possibilitam ver as fotos (imagino) em ótima condição. Um livro com 500 páginas pesa algo em torno de 2kg. E o iPAD 680 gramas!  O grande problema para as editoras será evitar que os famosos ”jailbrakers” não acabem por estimular o download “ilegal” como ja acontece com aplicativos e alguns livros.

Ja imaginaram podermos comprar artigos científicos pelo iPAD e não ter que acumular aquele amontoado de folhas? A organização seria bem mais fácil. E poder assinar aquelas revistas internacionais de odontologia? Serviços de compras de artigos não estão disponíveis, mas creio que em breve teremos esta possibilidade.

No momento estou com um problema no meu iTunes e não consigo acesso a iTunes Store para saber se livros de literatura científica ja estão disponíveis.

Ja existem aplicativos com uma biblioteca de imagens de odonto que facilitariam a comunicação do dentista com o paciente no momento de explicar o tratamento. E muitos outros vão aparecer.

No youtube encontramos muitos vídeos explicativos sobre diversos tratamentos que facilmente poderiam ser exibidos para o paciente no momento da consulta.

Na questão de acesso a novas tecnologias é ruim morar no Brasil. Os serviços mais legais ainda não estão disponíveis e nem existe uma previsão para isso. O iPAD parece que não será lançado antes de agosto desse ano e podem ter certeza que quando pintar por aqui vai ser bem CARO.

Agora liberar o iPAD para o paciente brincar ja é demais. No máximo liberar a internet wireless para eles se distrairem na recepção, com seus próprios iPADs.

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Leo Augusto disse:

    O mundo será digital…
    Tenho várias ideias pulando na minha cabeça!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *