Teste de saliva poderia ajudar a reduzir partos prematuros

Um simples teste de saliva pode detectar se uma gestante tem ou não chances de ter um parto prematuro, segundo os pesquisadores da University College de Londres. Eles perceberam que o nível de progesterona das grávidas que têm bebês antes da 34ª semana de gestação é muito mais baixo. Essa diferença hormonal pode ser notada a partir da 24ª semana de gestação através do teste.

A identificação precoce de um parto prematuro pode evitar que o bebê sofra consequências como incapacidade respiratória ou até mesmo a morte. Os cientistas suspeitam que se as mulheres fizessem tratamento com progesterona, elas evitariam o risco do trabalho de parto precoce.

Saliva tem papel cada vez mais importante na saúde das pessoas

Saliva tem papel cada vez mais importante na saúde das pessoas

Ainda não se sabe ao certo qual é a relação entre progesterona e parto prematuro, mas os cientistas sabem esse hormônio tem propriedade anti-inflamatória e que sua ausência deixa o bebê mais suscetível a bactérias – o que pode antecipar o nascimento da criança.

Lucilla Poston, que liderou o estudo, disse que o objetivo agora é fazer uma pesquisa muito maior a partir do que já foi descoberto. “Saliva é fácil de coletar, não precisa de agulhas ou uma amostra de sangue. Seria ótimo se no futuro nós pudéssemos detectar com antecedência o risco de partos precoces”, disse a pesquisadora.

fontes: veja.com.br e daily mail

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *