5 tipos de chatos que já visitaram meu consultório (e que não são pacientes)

Nestes 4 anos de existência do odontoBLOGia nunca mencionei muitos detalhes do meu consultório odontológico, mas visto a quantidade de malucos que apareceram por aqui em 2011 (e que não são os pacientes) senti a obrigação de compartilhar com os colegas estes fatos e espero que eu não seja o único dentista do mundo onde esse tipo de gente vem encher o saco. Todos os fatos aqui relatados podem ser comprovados pelo Dr. Alexander Müller (@doc_alexmuller) que faz a parte de ortodontia aqui do consultório.

Meu consultório fica numa sala térrea de um prédio residencial no centro da cidade. Tenho como vizinhos um salão de cabeleireira, uma lan house e uma loja que vende e faz manutenção de impressoras. A sala sendo térrea num primeiro momento faz com que seu consultório tenha uma visibilidade melhor e de acesso mais fácil para os pacientes, mas isso vale até que os chatos começem a aparecer.

Tipo de Chato número 1: Vendedores Diversos

O vendedor de rua é aquela pessoa insistentemente chata que quer de qualquer forma que você compre as porcarias que ele vende. Passaram por aqui em 2011 vendedores de cera para limpar estofados, cocada, amendoim, tv por assinatura, plano de telefonia…

Tipo de Chato número 2: Pedintes

Os pedintes bateram todos os recordes de aparição no meu consultório em 2011.  Mendigos com bafo de cachaça pedindo dinheiro para comprar pinga pão, rifas da solidariedade, ingresso para feijoada beneficente, ingresso para jantar dançante beneficente… Aqui vai uma dica valiosa: NUNCA compre ou ajude um pedinte desses pois assim como um vírus eles se multiplicam infinitamente.

O visitante chato te tira do sério a maioria das vezes...

Tipo de Chato número 3: Ladrão

Sim, já fui roubado no meu consultório. Roubaram um relógio bem legal que eu tinha na parede da recepção. 🙁 Graças a Deus sou protegido pela Santa Apolônia e nada pior aconteceu (até agora).

Tipo de Chato número 4: Entregadores de Panfletos

Os entregadores de panfletos são uma praga no meu consultório que ainda não consegui exterminar. Todos os dias (TODOS OS DIAS) algum entregador de panfleto deixa um maço de propagandas na mesa da recepção. Pelo menos eu sou um cidadão do bem e levo tudo para a reciclagem.

Tipo de Chato número 5: Os Perdidos

Tenho o maior prazer em ajudar uma pessoa que está perdida, aliás, considero isso uma questão de educação. Mas e quando a pessoa que está perdida vem pedir informação para saber onde fica o salão de cabeleireira que fica DO LADO do seu consultório? Juro que isso aconteceu algumas vezes. Também já aconteceu de uma senhora perguntar se a entrada do salão de cabeleireira era pela recepção do meu consultório.

Estes foram os 5 tipos principais de chatos que apareceram por aqui em 2011 e com certeza mais virão. E no seu consultório querido colega (que teve a paciência de ler esse texto até o fim 🙂 )?

 

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Grande Frank, mala é mala em qualquer cidade ou lugar. Aqui como estamos em edifício e no 12º andar, são raro os perdidos e pedintes, mas já aconteceu.
    E a lista dos pacientes chatos de 2011, quando saí?
    Pequena correção você foi roubado não assaltado. Então é Ladrão e não assaltante.

    Abraço!!!

  2. Frank Botega disse:

    É verdade… escapou na revisão do texto. Já corrigido. Valeu!

  3. JULIO disse:

    Putz,pensei q era só comigo…Sou vizinho de uma lan house e de uma advogada e é o dia inteiro nego entrando pedindo segunda via de conta ou para marcar horário “ca dotôra”.O duro é quando eles não acreditam que aqui não é lan house nem escritório…

  1. 14 de dezembro de 2011

    […] tipos de chatos (não-pacientes) que você já deve ter recebido no seu consultório! –> OdontoBLOGia Destaque: 5 Tipos de Chatos, no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *