Alveolite: Causas, Tratamento e Dúvidas

A alveolite é uma das complicações mais comuns após uma exodontia. Duvido que exista um dentista que faz cirurgia frequentemente que nunca tenha se deparado com um caso de alveolite. Assim, ela ocorre pois durante o processo do reparo alveolar houve uma degradação do coágulo sanguíneo.

De um modo geral não apresenta manifestação radiográfica, mas em alguns casos na região do alvéolo podem se verificar áreas de sequestros ósseos.

Causas da Alveolite:

  • Suprimento sanguíneo insuficiente do alvéolo;
  • Infecção prévia à extração;
  • Traumatismo do osso alveolar;
  • Tabagismo;
  • Aumento da atividade fibrinolítica;
  • Utilização de contraceptivos;

Pode ser classificada em seca e úmida.

Alveolite Seca

 

Alveolite: Causas e Tratamento

Alveolite Úmida

Na alveolite úmida ocorre a desintegração do coágulo sanguíneo entre o segundo e terceiro dia pós cirúrgico. Assim, o paciente começa a sentir uma dor intensa e pulsátil, que não responde aos analgésicos, irradiada, gosto desagradável, odor fétido intra bucal e sinais e sintomas usuais de infecção.

O coágulo presente apresenta então a cor castanho-escuro ou um tecido de granulação infectado.

Na alveolite seca, o alvéolo apresenta-se vazio devido à falta de formação ou desprendimento do coágulo, com exposição das superfícies ósseas, áreas com necrose e falta de recobrimento epitelial.

Tratamento:

Protocolo usual:

  • Anestesia local por bloqueio;
  • Irrigar o alvéolo abundantemente com soro fisiológico ou clorexidina;
  • Seca: ideal aplicar uma pasta medicamentosa no interior do alvéolo. Na úmida a utilização de uma cureta para a remoção dos restos necróticos é fundamental.
  • Reavaliação em 48 horas;
  • Prescrição de analgésicos de ação periférica a cada 4 horas (Por exemplo: Paracetamol, Dipirona…)
  • Antibióticos só devem ser utilizados em casos onde ocorra a presença de sinais de disseminação local ou manifestação sistêmica do processo infeccioso de fato.

Portanto é fundamental que o paciente procure o dentista que realizou a cirurgia para um exame mais detalhado e orientações. Assim, procure seguir à risca todos as recomendações repassadas pelo seu dentista antes e após a cirurgia.

Dessa forma, para novas pesquisas e estudos sobre esse tema clique aqui.

75 Comentários

  1. Maria Helena Batista Guedes
  2. Frank Botega
  3. paula buzan
  4. edison
  5. jacinta.soares
  6. Michael
  7. Leandro Mazer
  8. aline
  9. claudia
  10. maria luiza
  11. maria luiza
  12. Isis Paula
  13. Rafael
  14. fabio Luiz
  15. Patricia
  16. Mila
  17. Andreia
  18. Jessica menezes
  19. Luis
  20. Fernanda
  21. Driely
  22. Fatima Thomas
  23. Débora paz
  24. Ana Paula
  25. Lu
  26. Edson
  27. Lígia Delfino
  28. Monike
  29. Juliana
  30. Natália
  31. Samira
  32. Igor
  33. cinthya
  34. Caroline
  35. Leandro
  36. Richard
  37. Richard
  38. Marina
  39. Camila
  40. Priscila
  41. Carina
  42. Rosilene
  43. Elismar Alves
  44. Cristiane Silva de Morais
  45. MARTA BEATRIZ ALVES VASCONCELOS BARBOSA
  46. Jussara
  47. Giovana
  48. Cristiane
  49. Eduarda
  50. Ranieri
  51. Jaciere
  52. Makoto Kanashiro
  53. Flaviane
  54. Suzana
  55. Jessica Honorato
  56. Sofia
  57. Pedro
  58. Fabíola Cruz
  59. Karia Claudino

Faça sua pergunta