Dente furado: O que devo fazer para tratar?

Popularmente, o dente que apresenta cárie dentária é chamado de Dente Furado. Devido ao grande número de perguntas em outros posts sobre este tema, resolvi escrever um tópico específico sobre o tal “Dente Furado”.

Como foi mencionado anteriormente, o dente quando é atingido pela doença cárie acaba tento uma perda mineral em sua estrutura gerando um buraco ou “furo” como muitos denominam.

Dente Furado

Exemplo de dente cariado

Não vou aqui explicar os mecanismos biológicos que fazem com que o paciente tenha cárie. O tema é complexo e com muitas variáveis. Sendo assim, se você chegou até aqui com dúvidas, saiba que seu “dente furado” possivelmente está com cárie.

Dente furado tem conserto?

Sim. Considerando que o seu dente está furado pela cárie, se identificado precocemente é possível realizar uma restauração do mesmo e ele fica como novo.

Por isso, sempre é indicado que o paciente busque atendimento odontológico no mínimo 2 vezes ao ano para uma avaliação minuciosa de seu dentista de confiança.


Dente furado dói?

Depende. Se a cárie estiver muito “profunda” a chance de o paciente sentir dor é muito maior do que se o “furinho” da cárie for detectado e solucionado na hora certa. Afinal, a dor é uma situação muito relativa e varia muito de pessoa para pessoa. Já atendi pacientes que com minúsculas cáries já sentem muita sensibilidade e o oposto também ocorre.

Dente furado causa mau hálito?

Sim. O dente com cárie ou grandes “buracos” podem acabar acumulando resíduos alimentares e consequentemente inúmeras bactérias que vão causar um odor muito desagradável. É lógico que existem outros fatores bucais que geram mal hálito mas o dente cariado contribui muito.

Portanto mantenha uma escovação adequada após as refeições com creme dental com flúor e escova de dente com cerdas macias. E lógico, não esqueça de passar o fio dental. Assim seu dente nunca vai “furar”.

Assim, para maiores pesquisas científicas sobre a cárie dentária clique aqui.

5 Comentários

  1. Eulália 05/05/2018
  2. ramiro 15/05/2018
  3. Rebeca 10/06/2018
  4. Aysla 29/07/2018
  5. Frank Botega 30/07/2018

Faça sua pergunta

error: ODONTOBLOGIA - 2008 - 2018