Isolamento absoluto: Passo a passo, instrumentais e dicas

Isolamento Absoluto: Passo a Passo, instrumentais e dicas

Isolamento Absoluto em odontologia

Para qualquer procedimento de dentística ou endodontia um campo bem isolado, seco e limpo é fundamental. A utilização do isolamento absoluto com dique de borracha em odontologia nos trás diversas vantagens por exemplo:

  • Proteção aos tecidos moles;
  • Melhor visibilidade;
  • Proteção ao paciente contra acidentes (aspiração, deglutição etc..);
  • Impedir que a saliva (umidade e contaminação) alcancem o campo de trabalho;
  • Durabilidade de restaurações de resina;

Indicações na dentística:

  • Cavidades profundas com risco de exposição pulpar;
  • Em restaurações de amálgama para prevenir que fragmentos sejam então deglutidos;
  • Em restaurações / procedimentos adesivos;
  • Com os grampos se consegue o melhor afastamento gengival facilitando a realização de restaurações classe V;

Assim, para a utilização do isolamento absoluto um conjunto de instrumentais é necessário. Se você é estudante de odontologia, invista em materiais de boa qualidade pois você irá utilizá-los pelo resto da vida e dificilmente precisará substituir.

Materiais utilizados:

  • Lençol de Borracha:

Borracha para isolamento absoluto

O lençol de borracha é encontrado no mercado nas mais diversas cores. Existem então variações na espessura de 0,15 a 0.35mm. Alguns profissionais recomendam a utilização do lençol de borracha preto pois contrasta mais com o dente e reflete menos luz. Esse material já vem cortado no formato quadrangular.

  • Perfurador de Ainsworth:

Perfurador

Esse instrumento possui diversos furos com diametros variados que são feitos no lençol de borracha. Assim, a borracha é perfurada na região correspondente aos dentes que serão isolados. É importante então manter o perfurador bem afiado para evitar falhas no vedamento.

  • Porta Dique de borracha:

Os arcos porta dique mais utilizados entre os profissionais são o Arco de Young bem como o Arco de Ostby. O arco de Young tem a forma de um U e pequenas pontas metálicas que ajudam a prender a borracha. O arco de Ostby tem a mesma função, só que tem um formato circular e é dessa forma mais utilizado em endodontia.

Porta DiquePorta Dique

  • Grampos:

Para prender qualquer dente na borracha é necessário que se utilize grampos. A numeração varia conforme o grupo de dentes:

  • 200 a 205 – Molares
  • 206 a 209 – Pré-molares
  • 210 a 212 – Dentes anteriores

Grampos para isolamento

Existem grampos com códigos específicos como o W8A, 14A e 212 (para retração gengival) e estes podem ser modificados pelo dentista para que se adapte a algum caso específico.

  • Pinça porta grampo de Palmer:

Pinça porta grampo

A pinça de Palmer é utilizada para levar o grampo ao dente.

Técnica de colocação do Dique de Borracha:

Primeiro marca-se com uma caneta o ponto exato onde será feito o furo com o perfurador de ainsworth. O ideal é que você marque o centro da incisal dos dentes anteriores e o centro da oclusal dos posteriores. Em endodontia isola-se apenas o dente que se está trabalhando. Em dentística isola-se além do dente de trabalho dois dentes posteriores a este e todos os dentes até o canino do lado oposto.

Muitos profissionais preferem colocar primeiro o grampo no dente e depois a borracha. Outros preferem o inverso ou tudo ao mesmo tempo. O importante é que não ocorra rasgamento da borracha que obrigatoriamente inviabiliza então a utilização da mesma.

A confecção de amarrias ao redor dos dentes com fio dental ajuda então na invaginação da borracha no sulco gengival e melhor vedamento. Espatulas rombóides também podem ser usadas para a invaginação.

Novidades:

Já foi citado aqui no odontoblogia aparelhos alternativos ao isolamento absoluto que futuramente podem substituir o tradicional dique de borracha. Dessa forma o importante é que utilizando qualquer destes dispositivos existe um ganho considerável na qualidade dos procedimentos.

4 Comentários

  1. AURICELIA SILVA DE BARROS 04/10/2014
  2. Odete Rosa 26/02/2015
  3. Jacimary 02/12/2015
  4. Jacimary 02/12/2015

Faça sua pergunta

error: ODONTOBLOGIA - 2008 - 2018