Pólipo Pulpar ou "Gengiva dentro do dente": o que fazer? - odontoBLOGia

Pólipo Pulpar ou “Gengiva dentro do dente”: o que fazer?

Pólipo pulpar ou “Gengiva dentro do dente”

O pólipo pulpar ou o que nós dentistas ouvimos com mais frequência no consultório como “Gengiva dentro do dente” é uma alteração na polpa (nervo) do dente. Muitos se assustam pois esse crescimento tecidual é volumoso e sangrante levando a uma preocupação quanto à câncer bucal.

Na maioria dos casos é indolor mas gera um mau hálito forte. Muitas pessoas acabam “cutucando” essa “carninha” com palitos de dente e acabam piorando ainda mais a situação. Não faça isso!

O nome “técnico” para essa lesão pulpar é Pulpite hiperplásica crônica ou Pulpite proliferativa.

Pólipo Pulpar ou "Gengiva dentro do dente"

Pólipo Pulpar ou “Gengiva dentro do dente”

Quais as causas?

Se você tem pólipo pulpar (gengiva dentro do dente) é bem provável que seu dente esteja com uma cárie muito extensa ou fratura da coroa do dente. É muito mais comum a presença da hiperplasia em dentes molares e principalmente em jovens. Ocorre então uma reação inflamatória na polpa. A polpa é altamente irrigada por vasos sanguíneos gerando assim um aumento na quantidade de células.

A esse aumento do número de células damos o nome de hiperplasia. E como esta expansão precisa escapar para algum lugar ela acaba indo para fora do dente gerando o aspecto característico do Pólipo Pulpar.

Qual o tratamento?

Não adianta buscar soluções caseiras. Você obrigatoriamente precisa procurar um dentista de confiança. Primeiramente será realizado um exame clínico detalhado e também um raio x do dente.

Constatado o problema, será necessária a remoção da hiperplasia e início dos procedimentos para o tratamento de canal. Lógico, tudo sob efeito de anestesia local.

Portanto é importante ter em mente que se você “deixar para depois” para tratar essa condição pode ser tarde demais. Muitas vezes a extensão da cárie ou da fratura do dente pode ser tanta que será necessário extrair o dente.

Evite perder o dente. Consulte seu dentista regularmente para consultas de avaliação.

Para trabalhos científicos sobre o tema clique aqui.

 

Nenhum Comentário

Faça sua pergunta

error: ODONTOBLOGIA - 2008 - 2018