Retração Gengival ou Recessão gengival: Qual o tratamento?

Retração gengival ou Recessão gengival: o que é?

Gengiva saudável é primordial para o sucesso de qualquer tratamento odontológico, isto é fato. Por isso, na consulta inicial com o dentista uma observação cuidadosa é obrigatória. Uma das alterações mais comuns encontrada é a retração gengival.

A retração gengival ou recessão gengival é uma doença periodontal atrófica. Ocorre uma migração para apical (se afastando da coroa do dente) da gengiva decorrendo na exposição radicular (raiz exposta).

retração gengival

Canino e pré molares com raiz exposta

Quais as causas e consequências?

Podemos citar como fatores causais da retração gengival os seguintes fatores, por exemplo:

  • Acúmulo de placa bacteriana no dente provocando o processo inflamatório: A higiene bucal completa (escova de dentes, fio dental e pasta fluoretada) é fundamental para prevenir a gengivite (sangramento da gengiva) eliminando e desorganizando a placa bacteriana que fica aderida aos dentes.
  • Fatores mecânicos devido ao trauma pela escovação: Pessoas que escovam os dentes com força demasiada e com escovas de dente com cerdas em péssimo estado de conservação. A superfície do dente é limpa e sem placa mas a agressão mecânica acaba causando danos à gengiva;
  • Doença periodontal generalizada: Pacientes que por algum motivo descuidaram da higiene oral e das manutenções preventivas no dentista. Inicialmente ocorre o sangramento gengival (gengivite) e caso não ocorram as orientações devidas a inflamação afeta os tecidos de sustentação do dente causando a periodontite.
  • Traumas oclusais em determinados dentes;

Existem diferentes tipos de gengiva. Algumas pessoas possuem gengivas mais finas e delicadas que acabam se tornando mais suscetíveis ao problema após serem expostas aos fatores mencionados acima.


Uma das maiores queixas de pacientes com gengivas retraídas é a sensibilidade nos dentes. Tanto ao frio, calor ou ao toque.

Como faço para prevenir?

  • Utilizar escovas com cerdas super macias (principalmente para pacientes com gengivas mais finas);
  • Realizar uma escovação com calma, sem velocidade ou força excessivos independente do tipo de escova de dentes que utiliza;
  • Procurar orientação odontológica para verificar se o dente que sofre com a retração está sofrendo trauma oclusal excessivo.

Existe tratamento para corrigir a gengiva que retraiu?

Em alguns casos é possível a realização de tratamentos cirúrgicos para reposicionar a gengiva. Pode ser necessário realização de enxertos gengivais. Somente uma consulta com um periodontista e avaliação criteriosa para determinar se este tipo de tratamento pode ser realizado.

Dessa forma, o principal é se determinar o fator causal e se descoberta nas fases iniciais prevenir sua evolução.

 

Faça sua pergunta

error: ODONTOBLOGIA - 2008 - 2018